Index - Edito - História - Autores - Personagens - Publicações - Grupos - Eventos  

O Memorial da História em Quadrinhos da Paraíba é um projeto de extensão e pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal da Paraíba

Edição:
Henrique Magalhães

Contato: henriquemais@gmail.com

Equipe editorial:
Paloma Diniz

Cobaloradores:
Cristovam Tadeu (detalhe de ilustração para o cabeçalho)

Criou-se em julho de 2013, com fluxo contínuo de atualizações.

   Grupos

Coletivos de quadrinhos

À parte a publicação de tiras nos jornais entre as décadas de 1970 e 1990, a produção de quadrinhos na Paraíba é marcada pela autoedição, com os autores assumindo o papel de editores para poder viabilizar a circulação de sua obra. Contudo, nem só ações individuais caracterizam a força dos quadrinhos do estado, alguns grupos se formaram para empreender a aventura editorial e fazer eco ao "movimento" de fanzines que se espalhou pelo país no final do século XX.

Dentre esses grupos, alguns tiveram motivação passional, reunindo os aficionados de determinada criação, como ocorreu com a obra de Emir Ribeiro. Outros visaram a formação da arte, como o Estúdio Made in PB e o Rascunho, que oferecem cursos e agenciamentos, além de promover eventos. Nesse âmbito, coloca-se também o Projeto Calango, elaborado por Raoni Xavier com a coordenação de H. Magalhães, ligado ao Mestrado em Comunicação da UFPB. Desde julho de 2010 o Coletivo WC (de web comics) divulga a produção dos novos quadrinistas por meio da internet.

Mais que seu caráter comercial, deve-se considerar a importância da livraria especializada Comic House, fundada por Manassés Alves, como ponto de confluência para quem curte quadrinhos, sobretudo aqueles que estão fora das bancas de revistas. A Comic House promove convenções, lançamentos de publicações e sessões de dedicatórias, formando opinião dos leitores e autores.

Outras ações também têm caráter grupal, como a Gibiteca Henfil, fundada em dezembro de 1990 por Henrique Magalhães e situada inicialmente no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa. A Gibiteca Henfil é um projeto de extensão atualmente ligado ao Mestrado em Comunicação da UFPB e se encontra em fase de reestruturação. Dentro do programa do Mestrado em Comunicação, tem-se o GP-HQG, Grupo de Pesquisa em Humor, Quadrinhos e Games, voltado aos estudos acadêmicos dessas artes. O grupo produz a revista Imaginário!, realiza exposições, concursos e seminários.

Por fim, a editora Marca de Fantasia, dirigida por Henrique Magalhães, reune autores e produtores não só da Paraíba, mas de vários estados do país e mesmo internacionais (Argentina, França, Portugal). Fundada em 1995, a editora privilegia a publicação de quadrinhos experimentais, humorísticos e autorais, além dos ensaios sobre quadrinhos e artes afins.


  Coletivos de quadrinhos da Paraíba
 
Marca de Fantasia
Coletivo WC Comic House Gibiteca Henfil  

 

 

 

 

 

 

 


Logotipo da editora Marca de Fantasia,
projeto editorial coletivo

 

     Index - Edito - História - Autores - Personagens - Publicações - Grupos - Eventos